Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Voando por entre tempestades, cocktails e maravilhas!!

mexico.jpg

 

O destino da lua-de-mel estava escolhido!

 

Estávamos entusiasmados com a escolha e preparámos tudo ao pormenor.

Podemos dizer-vos que já muito perto do casamento, com todo o stress e exaustão dos preparativos do nosso grande dia, a certeza que no dia 20 de Junho iríamos voar rumo ao mar do caribe era como uma “luz ao fundo do túnel” que nos ajudava a não ceder ao cansaço.20170620_115927[1].jpg

O tão esperado dia chegou finalmente... e com o ele o 29º aniversário do Jaime. Nessa altura ele ainda fumava, o facto de saber que iria passar 9 horas de abstinência tabágica em comunhão com um batismo de voo começavam a deixá-lo nervoso!

Foram longas horas a bordo do AIRBUS A330-300 da Orbest. Os lugares tinham-se tornado minúsculos ao fim de um par de horas e a impaciência era quase inevitável para os cerca de 380 passageiros a bordo.

 

Após sobrevoarmos as Bahamas fomos entrando lentamente numa zona de tempestade, o nosso voo foi obrigado a dar algumas voltas chegando a sobrevoar a Cidade do México numa tentativa de ganhar espaço na tempestade e receber autorização para aterrar. Estas voltas aliadas a um batismo de voo são suficientes para estimular a capacidade de cálculo mental de qualquer um  ora… a capacidade de combustível do avião… dividida pelo consumo hora anunciado pelo construtor…  equacionada com o tempo de voo e a possibilidade de ter que permanecer no ar por tempo indeterminado… é igual a um camadão de nervos e as unhas roídas até ao cotovelo!!

Mais volta menos volta, o piloto conseguiu a autorização e o AIRBUS pousou finalmente o rodado no Aeroporto Internacional de Cancún. Assim que as portas se abriram e começamos a sair, a passagem pela manga revelou de imediato o clima que nos esperava. As camisolas colaram ao corpo de imediato e os pulmões encheram-se com aquele ar quente e húmido à qual não estamos acostumados e que é tão característico do México.

 

Rondavam as 23h em Portugal, 16h no México. O cansaço dos últimos dias e daquele voo havia-se, aos poucos, apoderado de nós mas queríamos absorver tudo aquilo que nos rodeava naquele lugar paradisíaco e nada melhor para comemorar a chegada ao Resort que uma Piña Colada bem fresca enquanto aguardávamos para fazer o check-in.

 

O Resort foi-nos sugerido pela agência de viagens e não poderíamos ter escolhido melhor! IMG_3768.JPGFicámos no Catalonia Privileged Maroma, um Resort maravilhoso com acesso a uma praia de areia branca, livre de sargaço (aquelas algas que invadem com frequência as praias da Riviera Maya).

Quando vemos fotografias das fantásticas praias desta zona do globo o que pensamos?? Descansar… dormitar à beira mar entre Mojitos ou Piña Coladas… pois… nós também pensávamos assim!! Mas desde o momento em que a nossa escolha pendeu para o México que sabíamos que a nossa lua-de-mel não seria só isso!! Há tanta coisa para ver e conhecer que não podíamos perder tempo e assim, no dia seguinte à nossa chegada pelas 06h30m locais já20170621_133641[1].jpg estávamos no lobby do hotel à espera do autocarro que nos iria levar a conhecer Tulum, Playa Paraíso, Cobá, uma aldeia Maya e um Cenote.

 

Muitas são as vezes que em grupos ou páginas de viagens vemos posts de pessoas que questionam sobre que excursões fazer na Riviera Maya e principalmente, com que empresa as fazer. Nós não fomos exceção e também pesquisámos bastante e com antecedência, ainda em Portugal, até encontrarmos a Exporatours. Optámos por esta empresa por ser de um português que reside na Riviera Maya há cerca de 20 anos, esta partilha de origens acabou por ser uma tentativa de permanecer na nossa zona de conforto e procurando assim que sentíssemos alguma segurança na escolha. Foi o melhor que fizemos!! A Exploratours é a empresa do Miguel Castela, um contador de histórias fantástico e um conhecedor do mundo exímio, como nós gostaríamos de ser um dia!

A segunda excursão que fizemos com o Miguel foi ao Chichén Itzá, Ek Balam, Valladolid e a outro Cenote. Adorámos o Chichén Itzá e Valladolid, mas as explicações ficam para outro Post

 

Recomendamos, tal como nos foi recomendado pelo Miguel, que guardem a vontade das compras para o dia da visita ao Chichén Itzá.

É nas imediações de uma das sete maravilhas do mundo IMG_3848.JPGque se encontra a maior variedade e onde se conseguem os melhores preços quando o assunto é artesanato local. No México não hesitem em negociar, nunca aceitem o primeiro valor, mas também tenham sempre em mente que o vencimento mensal no México não existe normalmente. Os pagamentos são, na sua generalidade, feitos ao dia com valores mínimos a rondar o equivalente a 3€… ou seja… na negociação uma pequena diferença para nós pode ser uma grande diferença para o indivíduo e mesmo para a sua família. Essa foi mais uma das importantes informações que o Miguel nos passou, alertando assim para a importância sócio-económica que o turismo tem na vida daquele povo.

A 3ª vez que saímos do Resort foi para ir a um parque temático, o Xcaret. De entre todas as 20170624_134026.jpgpossibilidades, que são muitas, escolhemos este parque por tudo o que ouvimos sobre o espetáculo final. Foi fantástico mas… se nos perguntarem se valeu a pena, diríamos com toda a certeza que preferíamos ter feito outra excursão. O Xcaret é um parque temático fantástico e isso está fora de questão… mas não passa de um resumo da Riviera Maya em miniatura.

Se durante a nossa estadia (por alguma razão, seja ela qual for), só tivessemos a oportunidade ou vontade de sair do Resort uma vez sem dúvida que o Xcaret teria sido a escolha mais acertada. Mas se tivermos vontade e oportunidade de fazer mais excursões o Xcaret acaba por perder o seu valor. Um exemplo disso é termos nadado nos rios subterrâneos do Xcaret, em grande parte manipulados pelo homem e rodeados por milhares de pessoas, enquanto que no dia anterior o Miguel tinha-nos levado a nadar em rios subterrâneos naturais, sem qualquer tipo de manipulação e na qual nadámos livremente sem multidões, só nós e o que realmente a natureza tinha para nos oferecer.

 

Os restantes dias foram passados no Resort, a descansar e a aproveitar tudo o que aquele paraíso tinha para nos oferecer. Desde a praia privada, a piscina e o SPA, passando por todas as iguarias deliciosas que tínhamos à nossa disposição.

Desta viagem trouxemos memórias fantásticas, o México tem muito mais para nos oferecer do que aquilo que possamos imaginar. Mas trouxemos mais que isso… vieram connosco amizades, pessoas que fizeram parte do fantástico que se tornou esta viagem.

Liliana, André, Lina, Daniel e Miguel Castela, são nomes que nos ficaram no coração desta nossa aventura. Um grande abraço para vocês e esperamos revê-los todos um dia, pelas mesmas paragens!

 

Nunca se esqueçam que para viver é preciso muito mais que respirar!!

Nunca se deixem morrer

publicado às 12:53

Mais sobre nós

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub